Cidades Política

Primeira policlínica regional é inaugurada em Teixeira de Freitas

Nesta sexta (17) foi inaugurada a primeira policlínica regional em Teixeira de Freitas, com a presença do governador da Bahia, Rui Costa. Até o dia 22 de dezembro serão entregues outras três policlínicas no estado (Guanambi, Irecê e Jequié), além de dois novos hospitais (Ilhéus e Seabra).

A policlínica está localizada na Avenida Getúlio Vargas, no bairro Bela Vista, onde atenderá moradores de outros 13 municípios: Itanhém, Medeiros Neto, Vereda, Lajedão, Ibirapuã, Caravelas, Posto da Mata, Nova Viçosa, Mucuri, Prado, Alcobaça, Itamaraju e Jucuruçu. O atendimento, que terá início na segunda-feira (20), será feito por meio de um agendamento prévio, realizado pelas secretarias municipais de saúde. O projeto recebeu R$ 23 milhões em investimentos, entre construção, equipamentos e mobiliário.

Sete micro-ônibus farão a rota entre os municípios participantes do Consórcio Público de Saúde, que administra a unidade. Os veículos são equipados com ar-condicionado, televisão, poltronas reclináveis e acessibilidade para deficientes, a fim de conduzir pacientes agendados à policlínica da região.

Como funciona a Policlínica Regional

As policlínicas são resultado de uma parceria entre o Governo do Estado e os municípios formados pelos Consórcios Públicos de Saúde. Nelas não serão atendidas urgências e emergências e nem qualquer tipo de demanda espontânea. O atendimento será feito por meio de um agendamento prévio, realizado pelas secretarias da Saúde dos municípios que fazem parte do Consórcio que administra a unidade.

O secretário estadual da Saúde, Fábio Villas-Boas, ressalta que o paciente encaminhado para a policlínica localizada em sua região deverá permanecer em acompanhamento com a equipe de Atenção Básica (ou seja, dos Postos de Saúde) do município onde mora. O objetivo é levar atendimento especializado e exames de alta complexidade ao interior, evitando, com isso, que os pacientes se desloquem para os grandes centros urbanos em busca desses serviços.

Para o governador, tão importante quanto construir hospitais é montar uma rede de prevenção com consultas de especialistas. “Então isso aqui vai complementar o esforço que os prefeitos e prefeitas fazem para manter os postos de saúde, porque muita gente estava desestimulada porque procuravam as unidades, os médicos passavam os exames, mas os municípios não possuíam os especialistas. Então isso aqui vai reanimar e fortalecer o conceito de saúde pública”, afirmou Rui Costa.

Imagem: Camila Souza GOVBA. Informações: ASCOM do Governo da Bahia

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *